sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Olimpo

Boa tarde,

O capítulo do Olimpo é facilmente associável filme Matrix e isso não é por acaso. À parte de  as máquinas enganarem os seres humanos para transformá-los em bateria, acho muito possível essa realidade.
Vejam as tecnologias que existem hoje. Por um lado existem os jogos de RPG estilo War craft que se pode "caminhar" por uma nova paisagem. Também existe o google street view em que se pode "caminhar" pelas ruas do mundo no ponto de vista do pedestre. Os óculos de realidade virtual estão se desenvolvendo junto com tecnologia 3D. Fones de ouvido já não são novidades.
Então das percepções faltam o paladar, o olfato e o tato para serem "enganados" pela tecnologia. e a tendencia é a união dessas tecnologias somadas às tecnologias das outras percepções se aperfeiçoe. Então, se esta tecnologia de fato acontecer e os estímulos cerebrais puderem todos advir de máquinas, que propriedades, equipamentos e demais dispositivos físicos serão necessários? Porque não morar num local distante de 2 metros quadrados?
Existem vários filmes que exploram a segunda personalidade, ou persona, ou personalidade das pessoas no mundo virtual.
Mas o valor que será perdido pelo mundo se o mundo virtual ficar mais atrativo não.
Em essência é isso que o capítulo trata. Mas é óbvio que quis detalhar as "construções do mundo virtual" também. No final o que resta é a desumanidade e a crueldade que Adam contra-ataca na mesma medida quando retorna ao mundo físico.
A crueldade também se reflete na necessidade de guerras pelos habitantes do olimpo que, quando gerenciam o mundo físico, expandem essa mesma atitude para os outros habitantes menos que humanos que se poderia inclusive levar a discussão para separação de espécies e quem de fato está por trás da imagem dos habitantes do Olimpo.
Sobre os Titãs, essa é uma alegoria para o mundo paralelo. É óbvio que Muriel e Kréshn disputam o mesmo mundo, um por cada meio, o físico e o outro o virtual. Na mitologia da titanomaquia a guerra entre Deuses e Titãs se desenvolve com um lado ganhador, Deuses, que por final castigam os Titãs em punições eternas. Adam acaba por escolher o mundo físico e o controle de Kréshn e permite a entrada dos humanos numa nova titanomaquia.
Mas existe um outro aspecto importante: o olimpo é a continuação de Alótropo, que aborda o conflito da personalidade e controle da perfeição. E neste caso o Olimpo quer dominar o corpo perfeito para usar a imagem de perfeito e controlar os demais.
A imagem se torna uma engrenagem do robô.
E está é uma afirmação forte para ser levado para os demais planetas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário