domingo, 2 de outubro de 2016

Tecnologias parte 1

Eu deixei claro no livro que o tempo em que ele se passa é num futuro distante. Mas existem já diversas tecnologias e conhecimentos no mundo de hoje que permitem a extrapolação para a escrita e para outras formas de arte. Particularmente eu acredito que o primeiro passo para inovar é imaginar algo novo. E dessa nova ideia se espraiam conhecimentos e testes e a realização do que um dia foi só um sonho.
Então vamos por partes.
Em primeiro lugar vamos falar da China. Esse país vem anunciando que tem planos para automatizar toda a sua produção. Ou seja, a mão de obra chinesa pode se tornar 100% composta por robôs. Não quero entrar num debate técnico, mas se a china fizer os outros países farão. Então como você acha que será o futuro então? o que as pessoas vão fazer?
Também recentemente Elon musk, o CEO da SpaceX anunciou recentemente que tem o objetivo de colocar um milhão de pessoas habitando no espaço. Essa é outra questão curiosa. Nós como espécie ocupamos uma parte pequena do nosso planeta, porque as maiores partes que são as profundezas do oceano, a atmosfera e o subterrâneo não temos ainda tecnologias suficientes para ocupar.
Também em dezembro de 2017 o russo Valery Spiridonov se submeterá à primeira operação de transplante de cabeça performada pelo Dr. Sergio Canavero. Com isso ele pretende curar a condição de degeneração muscular do russo com ele recebendo um novo corpo. O Dr. Canavero já lesionou espinhas de ratos e com sucesso transplantou cabeças desses ratos para outros e conseguiram voltar a andar.
E antes disso tudo já temos o caso bem sucedido de clonagem da ovelha Dolly.
Com todas essas idéias e experiências em curso fica fácil imaginar que eventualmente, num espaço de 50 anos mais ou menos, algumas delas darão certo. E se você tem uma cabeça aberta, também fica fácil imaginar como pode ser o mundo combinando algumas delas.
Quando eu comecei a escrever esse livro eu queria ter só ideias originais e palpáveis. e fiquei surpreso em descobrir todas essas pesquisas em andamento que realmente tornam possíveis essas idéias e questionamentos.
Além delas eu também pensei numa série de descrições de novas tecnologias que acabei tendo que cortar pelo tamanho do livro. Mas agora pretendo usar o espaço do blog para contar mais pra frente outras idéias.
Então para encerrar esse post eu gostaria de propor uma pesquisa no google da sua ideia mais improvável e postar de uma breve pesquisa o quanto você acha que estamos perto.

Abraços.

Nenhum comentário:

Postar um comentário